Tutorial de Quinta Acid machine (Pt2)

   

    Na primeira parte deste tutorial, mostrei como programar os emuladores de TB-303 da Acid Machine à moda analógica, progredindo nota por nota através do botão step. Encerrei o primeiro post com a promessa de mostrar uma programação dos sintetizadores que seria supostamente mais fácil, pelo piano roll, além de ensinar a programar o acompanhamento da bateria eletronica. E por fim, como montar uma musica no sequenciador.

    A maneira mais fácil de se entender o funcionamento geral do emulador é criando uma vinheta com todos os instrumentos. Agora que você já está familiarizado com a programação da melodia e a modulação dos timbres dos emuladores de TB-303, vamos passar para a programação das batidas, num módulo inspirado na bateria eletrônica TR-808 da Roland.

    Com o seletor de tempo marcando 127 BPM, mantive o loop 1 na bateria eletrônica, então escolhi a primeira peça de bateria – BD, sigla para Bass Drum, o bumbo.Cliquei nos tempos 1 e 7, que ficaram destacados em laranja. 

 

  Em seguida, selecionei a peça ao lado, SD, snare drum, a caixa, marcando os tempos 5 e 13. Repeti os mesmos 5 e 13 na peça CP clap, Criei um ritmo e acionei play para ouvir em loop e editando em tempo real.

 

    Reescrevi o mesmo ritmo no loop 2, incluindo desta vez a peça RS (Rim Shot – o som da baqueta no aro da caixa). A falta de uma função copy/ paste , para os loops completos e peças isoladas torna esse processo um pouco mais trabalhoso e seria uma upgrade essencial para novas versões. Criei então os loops 3, continuação do padrão do loop 1 e o loop 4, com apenas caixa e clap para servir de introdução.

 

  Com os 4 loops programados, montei uma base no sequenciador. Começo com o um compasso de quatro loops com caixa e clap como introdução e crio um 4 x 4 com 16 loops ordenados.

   

    Acionei a função mute para desligar o som das batidas e passei a trabalhar numa melodia na primeira TB-303. Desta vez iremos programar as notas pela interface do piano roll – abra a janela com um click no botão e escreva as notas na grade, que equivalem as teclas mostradas na coluna da esquerda. As notas irão tocar da esquerda para a direita como na interface de teclas que vimos no primeiro tutorial. Para programar pausas basta clicar na nota iluminada que isso desliga o som do step.

 

  A imagem mostra a programação de uma frase de baixo. Para acertar o timbre escolhi a forma de onda SW (sawtooth, ou dente de serra) no seletor 1. Os retãngulos destacados em vermelho na grade são as notas sendo disparadas no valores determinados pela coluna das teclas à esquerda. As TBs trabalham numa faixa de 3 oitavas de pitch, sendo que a programação visível seria na oitava C4. Para notas mais graves, na faixa da oitava C3, ligue os botões com a seta para baixo em 2; e para subir para a oitava C5, clique na seta para cima.

    No campo 3, marcado na figura, temos os botões A e S para cada step. A é o accent – uma tônica que reforça a intensidade da nota e que tem um controle global no knob Accent dos controles da TB. S vem de Slide, deslizar, que aumenta o tempo de decaimento da nota, fazendo com que dure mais um step.

    Na segunda TB, criei mais uma melodia em loop, usando o oscilador SQ, de onda quadrada (square).

    Por fim, criei sequencias de loops para as 2 TBs, lidas no sequenciador como synth 1 e 2

   

    O resultado foi uma vinheta acid electro que gravei em tempo real, girando os botões de cutoff e resonancia da primeira TB enquanto o sequenciador avançava:

   

    Isso cobre tudo o que pode ser feito para programar a Acid Machine. Explorando os recursos do programa para escrever essas duas partes, pude avaliar melhor as suas limitações. Não ter como salvar o projeto é a principal delas, apesar da interface estável, pode ser cansativo criar tudo de uma vez. O copy & paste faz falta demais, especialmente para o piano roll, De resto, os timbres das TBs dão uma boa ideia de como soava a TB-303 original, mas os timbres das peças de bateria têm pouco brilho.  Como dá pra se criar vinhetinhas e loops para projetos maiores em poucos minutos é um site mais indicado para recreação que para trabalhos artísticos mais pretensiosos ou profissionais, pelo menos nessa versão beta. Existem dezenas de emuladores de TB-303, alguns freeware e um comparativo entre esses programas, com avaliação de vários produtores já está em andamento!

   Niki Nixon

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três − um =