Passando o Trator – Na Parada do Avicii

They tell me I’m too young to understand

They say I’m caught up in a dream

Well, life will pass me by if I do not open up my eyes

Well, that’s fine by me

Os versos tristes mas esperançosos são do cantor, compositor e filantropo sangue bom Aloe Blacc para a canção Wake me up. Ilustram o perrengue diário dos imigrantes ilegais nos EUA, desde a entrada cheia de espereança pelo deserto, passando pelo trabalho braçal temporário, favelas distantes, saudades de casa e o medo constante de ser deportado. Tudo registrado com uma melancolia resignada mas sem pieguice. Civilizadamente politizado num video-campanha para ONG Legalize America.

A música que você cansou de ouvir em 2013, obviamente não foi essa,  mas a versão para as radios do auto proclamado rei da EDM, que convidou Blacc para uma parceria graças à sugestão de um velho camarada dos tempos em que o cantor ainda era do rap – o Mike Shinoda do Linkin Park. É óbvio que a colaboração inspirada só fez bem pra carreira de Aloee e pro seu ativismo filantrópico (ele também tá envolvido no projeto Malaria no More, em campanhas pela Africa). Mas a faixa de trabalho foi remixada para soar bem diferente, com um arranjo entre o country, o folk e o bluegrass, que despencava do meio pro final para um EDM uplifting de estádio. Foi a escolhida para abrir o album True, a esperada estréia, do jovem sueco que até então só tinha lançado singles e remixes. Cientificamente pop, se transformou num hit onipresente, a letra reinterpretada pelo grande público como um hino sobre as dificuldades da transição da adolescência para a vida adulta.

O efeito colateral desse megahit foi quase inaugurar um subgênero equivocado de country-EDM, já que o country era a única referência naquela mistura que a massa iletrada dos grandes festivais de EDM conseguia identificar, ainda mais com as cowgirls assustadoramente brancas sofrendo o preconceito dos caipiras por suas discretas tatoos com o logo do Avicii:

E pro terceiro single do album, usou o bluegrass tradicionalzão de Dan Timinsky pra fazer o que se vendeu como house, o que também ajudou a identificar o estilo pop, country com EDM.

Dá pra fazer mais sucesso que isso? Pop cantaloravel para todas as idades, com uma letra edificante, mas que oferecia muito mais que o pop cada vez mais bestificado vinha oferecendo em termos de letra.

Mas…as fotos de Avicii na série de festivais que seguiram o lançamento do album começaram a mostrar o quanto ele foi exigido fisicamente. Viajando o mundo para bater cartão como headliner de cada mega-festival, enquanto dava conta de lançar dezenas de remixes, parcerias, previews de faixas novas em seu sondcloud… cada vez mais rico e super produtivo, o único luxo que se privava era o tempo.

backstage at the 2014 iHeartRadio Music Awards held at The Shrine Auditorium on May 1, 2014 in Los Angeles, California. iHeartRadio Music Awards are being broadcast live on NBC.

Tanto se exigiu do menino dos hits de ouro, que um ano depois ele estava hospitalizado em Miami, para uma cirúrgia na vesícula biliar, que obviamente não tem nenhuma relação com uma agenda apertada até o final do ano seguinte.

So wake me up when it’s all over

When I’m wiser and I’m older

All this time I was finding myself

And I didn’t know I was last

Desde então, mais do mesmo – album novo, Stories, mais sngles, mais remixes – colaborações com artistas pop, Ibiza, Ibiza, Ibiza e todos os outros festivais que seriam muito divertidos se voce não estivesse trabalhando neles.

E finalmente nesta semana, Avicii acordou, mais velho e mais esperto. Deixou uma longa carta de despedida em seu site oficial, repassada por toda a imprensa mundial, mas sem muitos comentários, Não vai abandonar a música, mas vai parar com as turnês. Um ou outro site da cena fez alguma piada, já que não fica bem levar o pop a sério., Os portais de EDM se mostram friamente desolados. Mas foram reações estéreis para uma música estéril, que talvez por isso mesmo atingiu um número absurdo de pessoas, e vale lembrar que muitas delas tiveram o seu primeiro contato com música eletrônica de qualquer espécie através desses hits.

Mas qual foi o seu legado? Avicii é um tabu em sala de aula aqui no Trackers. Para alguns alunos é a referência pop obrigatória e quase exclusiva, junto de Calvin Harris e David Guetta. O cara que os motivou a querer produzir. Para outros, um professor que não considere sua música como excessivamente comercial e descartável. já perdeu toda a credibilidade.

A verdade é que não gosto, não tocaria nada dele na pista, mas jamais virei o dial quando rolava no radio do carro e isso significa que esbarrava na faixa pelo menos umas 4 vezes por dia. E admito que admiro a figura do produtor – postei diversas vezes o video tutorial dele para a Future Music em eventos que promoviam o curso de FL Studio 11, programa que ele domina francamente e como diz logo de saída, produz resultados rápidos pra uma indústria de hits.

Então fica claro que ele mesmo faz seu remixes, domina a arte e o programa. Mas essa produção em massa e para as massas, também justifica o nojinho que qualquer DJ mais sério ou underground sente quando ouve suas músicas

Respeito seu domínio como produtor, mas ninguém é perfeito.  Você não precisa ser um grande fã de Eurythmics, pode até nem conhecer a música original, mas não dá pra considerar o remix do Avicii nada menos que vomitante!

Nem o Benny Benassy tinha defecado com tanto desrespeito nesse clássico.

Já se comenta, que muito além da estafa e dos projetos pessoais deixados pra trás, essa parada do Avicii representa os executivos identificando o cansaço do próprio gênero, com menos destaque para os DJs de EDM nos line ups dos próximos festivais,. Em outras palavras, ele vai se reinventar e aparecer com algum estilo novo bem apelativo no ano que vem… competência pra isso ele tem de sobra, mas gostarai de acreditar que no futuro ele vai colocar esses dons à serviço do bem.

…não mais em modo de fusão com o David Guetta

Niki Nixon

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 5 =