Lançamento do Reason 7 anunciado para a próxima semana!

13 anos após mudar a maneira de se compor música no computador com o lançamento do Reason 1.0, a empresa sueca Propellerheads anuncia para a semana que vem o lançamento oficial do Reason 7.0

O conceito de “emulador de equipamentos reais” que o Reason introduziu na indústria de software musical foi inovador, na verdade derivado de outro software da mesma empresa, o genial ReBirth, que trazia um conjunto de máquinas muito conhecidas como as baterias eletrônicas TR-909 e TR-808 e os sintetizadores TB-303, produtos da japonesa Roland com uma forte presença na história da música dos anos 80 e 90 – esses instrumentos estavam supervalorizados pelo hype de acid techno e do trip hop na época em que o ReBirth 338 foi lançado, sendo que o programa era a única opção para quem buscava essa sonoridade vintage que estava sendo resgatada pela dance music dos anos 90 – e muitos albuns de acid techno e psy-trance da época, foram completamente desenvolvidos nele, hoje descontinuado pela empresa mas disponível como aplicativo para iPhone e iPad.

O RB-338 foi um dos programas utilizados nas primeiras aulas de produção musical “freeware” ministrados aqui no Trackers em 2007 e 2008!

A idéia de um “mini-estúdio virtual” introduzido pelo Re-Birth 338 abriu o caminho para o lançamento do Reason em 2000, desta vez com máquinas virtuais desenvolvidas pela própria Propellerheads – apesar de básico estava tudo lá – uma bateria eletrônica (o fantástico REDRUM) um par de sintetizadores, mesa, um par de samplers e um sequenciador básico pra gerenciar tudo isso.

Por anos a maior queixa dos detratores do Reason foi o fato de sua tecnologia proprietária ser fechada. Nada de suporte aos plugins VST e VSTi que transformou a maioria das DAWs (estações de audio digital)  em meros sequenciadores de outros instrumentos e racks de efeitos. Na teoria, o Reason sempre se bastou, o que não impedia a empresa de lançar novos módulos sintetizadores, fatiadores de beats (Dr. REx e seus derivados) e processadores de efeitos a cada nova versão. Mas este Reason 7  foi um pouco além.

MIDI OUT

O controle MIDI foi expandido, agora os controladores de voltagem podem mandar diversas informações para módulos de equipamentos externos, como sintetizadores, ao invés de mensagens únicas “on/ff”, permitindo que você conecte controles de filtros, efeitos, modulação em tempo real com seu hardware externo.

RECICLE SEUS LOOPS EM TEMPO REAL

Um programa anterior ao Reason da própria Propellerheads, ajudou a desenvolver toda a ciência dos breakbeats, do jungle ao dubstep, passando pela garage e suas vertentes – o ReCycle, que fatiava loops de batidas em pequenos campos baseados nas peças de bateria que podiam ser rearranjados em novos loops que pouco lembravam o original. Essa tecnologia foi incluída no programa com a máquina virtual DR. Rex e posteriormente aprimorada no Dr. Octo Rex.

Esses programas funcionavam a partir de arquivos prontos  que eram carregados de seu HD para a memória interna da máquina – ou seja, sem os loops originais não tinha muito o que ser reciclado.

A inovação agora é que os loops podem ser reciclados a partir do que está sendo produzido no próprio Reason em tempo real, um pedido recorrente nos fóruns de usuários da Propellerheads. Ainda temos algumas inovações na mesa de som, que conta com um analizador de espectro de frequências mais preciso e o suporte para formatos de som como .mp3 e m4a no sequenciador.

Sempre fui um grande fã do Reason, mesmo antes de ter uma controladora MIDI para facilitar o trabalho de edição no sequencer, mas nunca tivemos um curso dedicado aqui no Trackers… será que é hora de mudar isso? Interessados – musica@trackers.cx – quem sabe não inauguramos um novo curso?

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco − um =